Especial de Química

A química da pólvora

A química da pólvora

A pólvora clássica é constituída basicamente por 75% de salitre ou nitrato de sódio (NaNO3); 15% de carvão vegetal; e, ainda, 10% de enxofre. A pólvora, além de altamente explosiva, apresenta alto poder de combustão. Ao longo do tempo, sofreu algumas alterações. Surgiram algumas variações, como a pólvora de caça, de minas e, ainda, a(…)

Leia mais

A química do vaga-lume

A química do vaga-lume

Quem, quando criança, não se maravilhou vendo um vaga-lume mostrar aquela habilidade fantástica de acender uma parte do corpo? Na figura abaixo, temos uma das espécies de vaga-lume. Confira! Crédito: Gilberto Santa Rosa Essa luminosidade é produzida por esse inseto com o intuito de atrair a atenção de sua parceira. A intensidade, a velocidade e(…)

Leia mais

A química da cebola

A química da cebola

Quando falamos em temperos, lembramos imediatamente da cebola, essa espécie é cultivada desde épocas muito remotas. Existem relatos do seu uso em quase todos os povos antigos. A cebola é classificada como uma planta herbácea que apresenta folhas cerosas e as raízes em forma de cabeleira (raízes fasciculadas). Apresenta um baixo nível proteico e de(…)

Leia mais

A química do vinho

A química do vinho

A Enologia (ciência que estuda o vinho) diz que o vinho é um produto natural, obtido exclusivamente pela fermentação alcoólica, que pode ser total ou parcial, utilizando as uvas frescas ou o mosto (sumo) de uvas frescas.
Em relação à história do vinho, ele aparece na gastronomia dos sicilianos e egípcios desde 2000 a.C.
Encontrei esta imagem [...]

Leia mais

Sorvete, quem resiste?

Sorvete, quem resiste?

São poucas as pessoas que conseguem resistir a um bom sorvete. Essa guloseima pode ser considerada um verdadeiro fenômeno químico, pois sua produção apresenta várias fases heterogêneas, mas ao final delas ele apresenta a aparência de uma massa muito cremosa e totalmente homogênea.
Não se sabe exatamente quando surgiu o sorvete nem quem foi o inventor [...]

Leia mais

Lâmpadas fluorescentes

Lâmpadas fluorescentes

Quando clicamos no interruptor para acionar a lâmpada em nossa casa, não temos ideia de quantos materiais esse objeto é composto e como acontece o seu funcionamento.
A lâmpada fluorescente foi criada por Nikola Tesla e começou a ser comercializada em 1938. Elas podem ser utilizadas nas casas, nas indústrias, nos laboratórios, etc, pois além de [...]

Leia mais

12